Pintura

Plautilla Nelli, Uma freira entre os mestres renascentistas

Sete metros de largura e dois metros de altura, a pintura de 450 anos está escondida há décadas no refeitório de um convento italiano que sobreviveu às enchentes.

Ao ser revelada, junto à obra-prima foi também revelado o talento da autora, uma freira autodidata no meio do Renascimento italiano. A obra é a santa ceia e o lugar é o convento Santa Caterina em Cafágio, Itália. Seu nome, Plautilla Nelli.

Até agora, a arte havia desaparecido na obscuridade, mas séculos após sua morte, por causa da sobrevivência do seu maior trabalho, ela está agora sob os holofotes, em exibição no Museo di Santa Maria Novella, em Florença.

A pintura foi restaurada pela agência americana Advancing Women Artists (AWA) Foundation, que restaurou 65 obras de artistas femininas históricas em Florença desde 2009.

Foi devido à restauração que mais peças foram atribuídas a Platilla Nelli, cerca de 20 peças. A restauradora Rossella Lari deu o tom do resgate histórico. Como restauradora, trabalhou em pinturas de muitos artistas renascentistas, incluindo Botticelli, Perugino, Filippino Lippi, Plautilla Nelli e Pontormo.

Plautilla Nelli agora está de volta junto aos mestres renascentistas do qual nunca deveria ter se ausentado.

Orate pro pictora’, reze pela pintora, está escrito de maneira tocante sob a assinatura da irmã Nelli.

Fontes de pesquisa: Daily Mail, Advancing Women Artists, Museo di Santa Maria Novella.

Artigos relacionados

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo