Pintura

Oleg Osipoff, metade da obra é do espectador

O estilo do artista russo Oleg Osipoff é incomparável, a começar pela significação, onde ele entrega ao espectador, propositalmente, a responsabilidade de assumir metade da ideia proposta. Osipoff sugere que metade da autoria subjetiva das suas obras é do espectador.

A primeira exposição e as análises das obras naquele dia determinaram para sempre o seu amor pela pintura, elas se tornaram um espelho dessa percepção subjetiva que fazemos do mundo. As reflexões de livros lidos, filmes assistidos, representações teatrais, tudo que vivenciou, pode estar representado nas telas.

Oleg Osipoff se sente perfeitamente confortável ao avisar que suas obras não se inserem no universo do pensamento estereotipado, que agrada, pois obrigam as pessoas a pensar, refletir e argumentar. É nesse momento em que o espectador assume a autoria e passa a “liberar a consciência” e  ver algo próprio, compreensível apenas para ele.

“Acho necessário deixar algum enigma e insinuação em vez de apresentar na tela tudo pronto para a percepção normal.” Afirma.

Atualmente o artista mora e trabalha em Moscou. Pinta em torno de seis quadros por ano e, além de ter suas obras em coleções particulares pela Europa inteira, apresenta exposições individuais.

A tradição na família de Osipoff não é pintura, seus pais eram médicos. Ele mesmo chegou a tentar a carreira sob influência, mas após a chegada do alistamento militar se dedicou totalmente às artes, e que bom que foi assim.

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button