Guerra

Ohka – O míssil voador tripulado

A manifestação mais absurda do sentimento bélico do homem está na criação de armas de destruição. Uma destas criações se chamava OHKA, um míssil vestido com uma carcaça de planador e que era tripulado por um soldado, ou seja, era sentar-se sobre a ogiva e explodir junto contra um alvo inimigo.

 

O piloto planava rumo ao alvo e quando próximo o suficiente, acionava o motor-foguete do Ohka, guiando o míssil para que impactasse contra o navio que pretendia destruir. O instante final praticamente não podia ser abortado (especialmente no Tipo 11) por conta da tremenda velocidade ganha pela aeronave. O Ohka foi criado para a específica tarefa do suicídio. Os Kamikazes ficaram conhecidos como os pilotos dos aviões cuja missão era realizar ataques suicidas na Segunda Guerra Mundial.

Embora Ohka tenha sido menos eficaz em comparação com um avião Kamikaze normal, que foi como esses pilotos ficaram conhecidos, os horripilantes efeitos dessas bombas foguete estão profundamente enraizadas no coração de quem a presenciou. Estes pequenos planadores são lançados no ar por um outro avião e com seus foguetes propulsores alcançam uma velocidade de 800 km/h no momento do impacto e explosão sobre o navio.

Uma série de conceitos filosóficos motivava os pilotos. Era o último sacrifício para salvar a pátria, os conterrâneos e o imperador (este era considerado a divina encarnação da deusa do Sol da religião xintoísta).

O código de honra e conduta foi gerado da crença de que as missões poderiam ser uma reprise do milagre do original “vento divino”, um tufão que destruiu a invasão da frota Mongol em 1281. Segundo os ensinamentos, nessa época de horror, das Forças Armadas japonesas, a vida não deveria ser vista como prioridade

 
 

 


 


Fontes de pesquisa:  world war photos/ National Museum of the Marine Cops/ Air Space/ Indiana Air Force/ Warbird Digest

 

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Check Also
Close
Back to top button