Fotografia

O trabalho infantil na fotografia de Lewis Hine

Para pressionar a opinião pública contra o trabalho infantil nos Estados Unidos, o educador e sociólogo Lewis Wickes Hine se armou de uma câmera e percorreu o país reunindo informações e fazendo retratos de crianças trabalhadoras.

Seu trabalho feito entre 1911 e 1916, apresentou ao público uma coleção inestimável de imagens de meninos quebrando carvão nas minas da Pensilvânia, descascando ostras da Louisiana, cortando sardinhas no Maine, catando folhas nos campos de tabaco de Kentucky e pântanos de cranberry em Massachusetts, como jornaleiros em várias cidades e muitas outros trabalhos.

As crianças eram recrutadas de famílias pobres para executarem tarefas repetitivas, muitas vezes perigosas, por uma ninharia.

Hine, um documentarista escrupuloso, rotulava cada fotografia com informações cruciais coletadas das conversas que tivera com as crianças retratadas nelas: nome, idade, localização, ocupação, salários e os terríveis acidentes de trabalho.

Depois que as fotos foram publicadas nas revistas, as legislaturas estaduais sofreram imensa pressão para impor exigências de idade mínima no local de trabalho, eliminando efetivamente o trabalho infantil e devolvendo muitos ex-trabalhadores à escola.

Fontes de pesquisa: Open Culture, Steven Kasher Gallery, Encyclopædia Britannica, Weebly, The North Carolina Museum of History, Bird In Flight.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo