Pintura

A obras-primas do Museu Hermitage – Parte 2

O museu Hermitage é um oásis da história russa, europeia, oriental e do norte da África. Como já dissemos anteriormente na parte 01 desta série “se alguém passar um minuto olhando para cada exposição individual, levaria cerca de 11 anos para ver todos as obras de arte.

Localizado às margens do rio Neva, em São Petersburgo, na Rússia, é um dos maiores museus de arte do mundo. O núcleo inicial da coleção foi formado com a aquisição, pela imperatriz Catarina II, em 1764, de uma coleção de 225 pinturas flamengas e alemãs do negociante berlinense Johann Ernest Gotzkowski.

Durante o reinado de Nicolau I o Hermitage experimentou, isso em 1837, um grande incêndio que durou mais de 30 horas, consumiu o palácio destruindo-o quase por completo. Sua decoração interna foi toda perdida e muitas obras de artes desapareceram nas chamas. Mas imediatamente após o incêndio foi formada uma comissão para o seu restauro.

Em 1845 o diplomata russo Dmitry Tatishchev doou uma grande coleção de armas, mosaicos, esculturas, pinturas e gemas preciosas, e na década de 1850, foram adquiridas grandes quantidades de obras oriundas de outras coleções particulares.

Quando começou a segunda grande guerra, prevendo-se o pior, iniciou-se a evacuação do museu para tentar salvar o acervo inestimável. Em 22 de junho de 1941 a equipe de funcionários foi convocada e iniciou-se apressadamente o trabalho de embalagem das milhares de peças.

 Trabalhavam 23 horas por dia, auxiliados por voluntários, em tamanho afã e dedicação que muitos tinham de receber ordens expressas para descansar e comer. Uma série de outras obras de arte foram providencialmente levadas para o Hermitage retiradas de museus menores e palácios dos subúrbios da cidade, os quais pouco depois seriam ocupados pelas forças inimigas.

Grande parte da coleção foi então enviada por dois trens até abrigos seguros nos Montes Urais.  Nesta parte da história o museu foi preservado dos dias em que as bombas assolaram a terra.

Cornelis de Vos
Simão de Vós
Simão de Vós
Laurent Pescheux
Jan Witduk
Dehoy, I.
Bartolommeo  Vivarini
Girolamo Romanino
François Xavier Winterhalter
Adele Richet
Emanuel de  Witte
Benvenuto Tisi da Garofalo
Giovanni Battista Tiepolo
Pierre -Jacques Voler, apelidado de Chevalier Voler
Karl Ludwig Christinek
Pierre -Jacques Voler, apelidado de Chevalier Voler
Charles Hoffbauer
Victor the Younger Wolfut
Jacob Byuis
Jacob Byuis
Stepan Semenovich Shchukin
Sebastiano Ricci
Jacob Buis
Jean Hubert
Pietro da Cortona
Marinus van Reimersvale
Jean Hubert
Jean Hubert
Benjamin West
Giovanni Battista Tiepolo
Charles de Lafosse
Vierling, A.
Lefebvre, Robert
Giovanni Battista Tiepolo
Giovanni Battista Tiepolo
Giovanni Battista Tiepolo
Ruot, Louis Charles
Murillo, Bartolomé Esteban
Ohtervelt, Jacob Lucas
Schaeffer, Ari

Fontes de pesquisa: Hermitage Museum, site oficial da cidade de São Petersburg.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo